Securitário SP

Patrões não cedem e fechamento da Convenção Coletiva de Trabalho dos Securitários é adiado


A Diretoria do Sindicato do Estado de São Paulo informa que não houve acordo entre a FENESPIC (Federação Nacional dos Securitários) e a CNseg (Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais) em audiência realizada hoje (23/01), na sede da Fenaseg, no Rio de Janeiro.

Os patrões estão irredutíveis e se recusam a atender a pauta de reivindicações da categoria. Na mesa de negociação, representantes da SulAmerica Seguros, Porto Seguro, Bradesco Seguradora, Liberty Seguros, Itaú Seguros e Mapfre Seguros chegaram a oferecer 2,4% de reajuste e a exclusão de alguns direitos contidos na Convenção Coletiva de Trabalho sob a alegação de atender à recém-criada reforma trabalhista.

Os sindicatos representantes dos trabalhadores, indignados e insatisfeitos com a oferta, rejeitaram a proposta e tentaram pontuar um diálogo no sentido de que é justo e se faz necessário que o securitário tenha acesso aos bens que ele produz e uma maior valorização da categoria.

Novas rodadas de negociação devem ser agendadas.
Pedimos a mobilização da categoria e esperamos do patronato uma nova postura no processo de negociação que garanta ao securitário reajuste digno e a valorização de sua força de trabalho.


Fonte: www.securitariosp.org.br

terça-feira, 23 de janeiro de 2018


Imprimir Enviar por email

Volte ao Topo

Av. Nove de Julho, nº 40, Bela Vista - SP

Cep.: 01312-000 Tel.: (11) 3259-0411

Sindicato dos Securitários do Estado de São Paulo.

2017 © Todos os direitos reservados

Clique e saiba como chegar

Desenvolvido por: LeSystem